FBI encontra 12 milhões de euros…sem dono

Os agentes americanos continuam indo fundo nas perguntas e investigações.
Descobriram que uma das empresas pagadoras de propinas foi responsável pelo pagamento de todas as despesas da família de um conhecido personagem do futebol, no luxuoso hotel Mandarim Oriental em NY .
Souberam, tambem, que em Portugal existe propriedade de outro importante homem do futebol que foi um “presente” de uma multinacional.
Em Lichtenstein foram encontrados 12 milhões de euros “descansando” numa conta bancária.
Um alto valor sem nenhuma movimentação.
Os investigadores ainda não sabem a quem pertence oficialmente esse dinheiro.
Mas, tiveram a confirmação de que é pagamento de propina .
O “dono” deu apenas o número da conta. Sem nome.
É possível que o responsável pela conta tenha sido alertado sobre as investigações e decidiu “abandonar” os milhões de euros.
As autoridades dos Estados Unidos estão pedindo que o governo de Lichtenstein promova a repatriação desse dinheiro para os cofres do tesouro americano, em função da “pagadora” ser uma empresa americana.

Comentários

comments