Membro do PCC é preso na Arena Corinthians

O 2º Batalhão de Choque recebeu uma informação: um integrante do PCC, procurado pela Justiça há mais de quatro anos, estaria no jogo entre Corinthians x São Paulo, na Arena Corinthians, pela Libertadores.
O informante disse quem era o “personagem”.
Os policiais militares decidiram aumentar a atenção do setor Oeste.
Na opinião deles, o “procurado” não estaria entre os torcedores organizados, devido a grande presença de policiais.
E estavam certos.
Procuraram e encontraram o homem, sem camisa, e repleto de tatuagens usadas pelo PCC.
Ficaram observando de longe, durante todo o primeiro tempo da partida.
No intervalo, ele foi ao banheiro.
Quando saiu, foi algemado e preso pelos policiais militares.
Ele estava com a mulher que imediatamente telefonou para um advogado.
Mas Marcos Zeca da Silva foi levado para a delegacia e transferido para o Rio de Janeiro.
Recebi a informação de que ele já está na prisão Bangu I .
Na sua ficha consta “homicidio, roubo e tráfico de drogas”.

Comentários

comments