São Paulo segue tropeçando

Que vergonha.

O Atlético-GO é muito fraquinho.

E o São Paulo conseguiu empatar em casa.

Fala sério.

O primeiro tempo foi sofrível. O Tricolor estava sonífero, sem confiança, sem vibração, time espaçado, os atacantes não conseguiram uma única tabela. A única jogada, bem meia boca, saiu da individualidade de Jucilei, mais uma vez disparado o melhor do time. Pratto finalizou no goleiro.

No segundo tempo o time voltou mais rápido, compactado, zaga no campo do adversário, marcação pressão na saída de bola, atacantes mais próximos…. Aos 12 minutos Pratto fez 1×0. Merecido, embora impedido.

Achei até que meu palpite de 3×0 no Bolão seria possível. Pura ilusão. Cinco minutos depois Cueva vacilou, Niltinho empatou. O São Paulo sentiu a pressão, ficou nervoso, perdeu a confiança e obviamente a precisão. O Atlético-GO quase virou. Lucas Fernandes e Marcinho entraram e o time melhorou. Aliás, poderiam ser titulares. Nem está jogando bem menos que Marcinho e o tal do Gomez acabou de chegar no Brasil.

Cueva não foi bem e saiu vaiado. Há anos os cornetas tem atrapalhado o time no Morumbi. O peruano não foi bem, não vive boa fase, mas é bom jogador, lutou em campo, é competitivo e merece crédito. A diretoria pisou na bola com o atleta. Tudo isso é preciso ser considerado. Se continuar assim Cueva vira outro Jadson.

No final, depois de muita luta, Marcinho fez 2×1.

Logo depois a defesa voltou a pisar na bola e o time levou o empate.

Será que algum corneta ainda acha que a culpa é do Lucão.

Fala sério.

Dorival terá muito trabalho.

Comentários

comments

  • 2 Comentários

    Adicionar comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *