Palmeiras leva o quinto título do Campeonato Brasileiro

rib2621Depois de 22 anos o Palmeiras volta a conquistar o Campeonato Brasileiro.

Merecido. Parabéns.

A conquista começou há alguns anos. A construção do Allianz Parque e a eleição do Paulo Nobre foram fundamentais. Uma das qualidade do presidente foi não ouvir os aspones e seguir trabalhando. Juvenal e Andrés Sanchez também fizeram isso, esqueceram os cornetas, e conquistaram títulos. O clube que consegue blindar fanáticos e leigos leva uma grande vantagem.

Paulo Nobre errou bastante, faz parte, contratou muita porcaria, foi selecionando, reforçando o elenco, trouxe Gareca e Marcelo Oliveira, duas tentativas válidas que não deram certo. Chamou Cuca. Deu certo. Poderia não ter dado certo. Claro, mas os três nomes escolhas válidas. Não foi só o Cuca quem fez a diferença, foi um todo, foi um trabalho de longo prazo.

Este foi quinto título do “Campeonato Brasileiro”.

Contando Taça Brasil e Roberto Gomes Pedrosa são mais títulos nacionais. Para quem viveu os anos 60 e 70 e sabe que a Taça Brasil nunca foi Brasileiro, não era o torneio mais importante do país e não reunia os melhores times, fica a pergunta: Por que não contar Copa do Brasil? Em termos de representatividade de clubes e qualidade técnica, a Copa do Brasil é mais relevante que a Taça Brasil, torneio da CBD que não reunia os grandes clubes, não tinha interesse do público e muito menos da mídia. Só servia para indicar o representante na Libertadores. A Copa do Brasil também dá vaga na Libertadores.

A origem do “Campeonato Brasileiro” criado em 1971 é o Rio-São Paulo que depois virou Robertão. Isso é fato. Não dá para rasgar todos os livros de futebol escritos no Brasil. O Robertão ser considerado Brasileiro vá lá, foi a origem do Brasileirão, mas a Taça do Brasil é ridículo. Se Taça Brasil fosse Brasileiro porque criaram a “Taça das Bolinhas”?

Todo mundo sabe que Ricardo Teixeira comprou os clubes com esta manobra. Para rachar o Clube dos Treze e garantir o contrato com a TV Globo o cartola negociou os direitos em separado com Corinthians e Flamengo depois saiu dando títulos e troféus com 50 anos de atraso para conquistar aliados. Ganhou a eleição, tirou a Record e garantiu a Globo.

Imagine a seguinte situação. Antes de 1930 não existia Copa do Mundo. Daqui há alguns  anos alguém resolve que o torneio de futebol da Olimpíada vale “Copa do Mundo”. O Uruguai vem aí e reivindica a Taça Jules Rimet. Taça das Bolinhas ficou com o primeiro pentacampeão Brasileiro. Jules Rimet ficou com o primeiro tricampeão mundial. Está nos livros.

História não se muda na caneta, só no país da maracutaia.

 

Comentários

comments

  • Um Comentários

    Adicionar comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *