Casemiro calou os cornetas do Morumbi

casemiro1-615x400Há anos o Morumbi virou cemitério de jogador.

Não sou o único que fala isso, vários profissionais que ali trabalharam.

Antigamente torcida e diretoria tinham muito mais paciência.

Pedro Rocha, Dario Pereyra, Raí… muitas estrelas demoraram para brilhar no São Paulo.

Hoje o Morumbi tem sua “turma do amendoim”. Não chega a ser o Palestra Itália. Lá é imbatível. O Corinthians sempre foi o oposto. Jô Soares criou até personagem. O time 24 anos na fila e a torcida fiel.  O Santos tem mais facilidades para lançar garotos. Além da qualidade na base, existem menos cornetas na diretoria, tem mais profissionais do futebol, todos tem orgulho dos garotos.

Hoje Cilinho seria improvável no Morumbi.

Não existe mais paciência.

Casemiro é um ótimo exemplo. Moderno, jogava muito, foi um dos melhores da seleção brasileira nas conquistas do Sul Americano e Mundial. Os cornetas no Morumbi não conseguiam avaliá-lo como garoto de apenas 20 anos. É absolutamente óbvio ululante que faltava amadurecimento. Até Neymar que foi um fora de série em termos técnicos e psicológicos ainda está amadurecendo.

Qualquer garoto precisa de amadurecimento. Gabigol, Gabriel Jesus….

É preciso ter paciência.

Rodrigo Caio foi péssimo nos primeiros anos. Não acertava posição. Fazia pênaltis infantis. Virou. Lucão virou titular na pior época do clube. Fogueira total. A torcida pegou bode. Sua chance de jogar na Europa é imensa. Tenha certeza. E não só os garotos que foram enterrados. Técnicos e jogadores experientes.

O São Paulo só foi tricampeão brasileiro porque Juvenal bancou Muricy.

Os aspones infernizaram o treinador nos corredores.

Muricy saiu e ganhou a Libertadores calando a boca de quem inventou “não ganha mata-mata”.

O último título do São Paulo foi em 2012.

Casemiro e a maioria saiu escorraçada. Saiu e foi conquistar títulos em outros clubes.

Enquanto isso Romarinho e outros bem mais fracos sempre tiveram total apoio no Corinthians.

Crítica sim, corneta não. Há uma diferença muito grande.

Torcedor deve ser crítico, cobrar, reclamar, exigir, vaiar, mas não faz sentido pegar no pé e irritar o time durante os jogos. Não é nada inteligente. Dirigente tem que trabalhar pelo clube e não ficar cornetando os profissionais do futebol. Nos últimos anos as brigas políticas custaram muito caro ao São Paulo.

O clube virou um inferno nos últimos anos.

Técnicos e jogadores precisam de apoio. Tite demorou para ser um técnico consagrado. Chegou lá porque teve respaldo da diretoria. Osório tinha apoio da torcida mas era boicotado pelos aspones nos corredores. Hoje o elenco não se destaca pela força técnica. Pelo contrário, o elenco do ano passado era mais técnico. Todos reconhecem isso. Mas futebol não se faz só com 11 craques. Maicon está fazendo mais diferença que o Pato. É assim mesmo. A mistura é boa, garotos, experientes…. E o apoio de todos ajuda bastante.

Bauza está conseguindo trabalhar, isso faz muita diferença.

 

 

Comentários

comments

  • 10 Comentários

    Adicionar comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *