Botafogo é cara de pau

bota-x-gremioEm 1995, o Botafogo ganhou o brasileiro graças aos erros do Márcio Resende de Freitas. O Santos foi prejudicado no Pacaembu. Em 2005, o árbitro apitou o jogo mais importante do brasileiro entre Corinthians x Internacional. Mais uma vez, seus erros foram decisivos.

Em 2007, Ana Paula de Oliveira anulou dois gols do Botafogo contra o Figueirense, pela Copa do Brasil. Foi afastada a pedido do chefão Carlos Augusto Montenegro. Imagine se o seu instituto de pesquisa Ibope fosse fechado a cada erro nas pesquisas. Nem estaria aberto.

Curiosamente, o Botafogo chegou naquela semifinal da Copa do Brasil graças ao Carlos Eugênio Simon. O árbitro gaúcho deixou de marcar um pênalti claro para o Atlético Mineiro. Simon virou persona não grata em Minas, mas como ajudou o Botafogo, foi promovido. É o maior favorito para representar o Brasil na Copa da África.

O baiano Arilson Bispo da Annunciação foi mal no Corinthians x Botafogo. Validou um gol de mão do time carioca, mas não foi suspenso oficialmente pela CBF. Já o paulista Rodrigo Cintra que prejudicou o Botafogo contra o Grêmio, já deve estar fora da escala. São dois pesos e duas medidas. Errar contra o Fogão é crime, a favor é promoção.

O Botafogo tem direito de reclamar, mas é muita cara de pau.

Foto Agência Lance

Comentários

comments

  • 27 Comentários