Calma, agora a Espanha virou espetáculo?

Foto AP
A Espanha mereceu o título, sem dúvida. Ganhou o futebol ofensivo, com a melhor defesa, mas não o futebol espetáculo. Os espanhóis fizeram muitos jogos sonolentos, terminaram com o sexto ataque, atrás de equipes que foram eliminadas bem antes, como Argentina (10) e Brasil (9). É o pior ataque entre os quatro finalistas, mesmo enfrentando Honduras e Chile. É verdade que Torres fez falta. A cirurgia atrapalhou. Fato é que a Fúria não conseguiu marcar três gols em ninguém, perdeu da Suíça, empatou com a Holanda e venceu três das quatro partidas do mata-mata de 1×0. Ganhou a melhor defesa, isso sim.

Quem deu espetáculo foi a Alemanha.

Os espanhóis têm um belo time, meio-campo habilidoso, tocam bem a bola. Seriam campeões mundiais de bobinho, mas não tem um craque fora de série. A força é o conjunto. Villa fez quase todos os gols. Casillas foi o melhor na final, evitando dois gols. Forlán, o melhor da Copa, saiu do quarto colocado.

Nesta Copa não tivemos nenhuma equipe fora de série.

Share This:

70 Comentários

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado