Adegar Vinhos



Há alguns dias, li uma matéria, na verdade uma crônica, no site “baccoebocca” onde o autor discorria sobre a conveniência e a necessidade de se adegar grandes quantidades de vinhos.

adega d epijamaA verdade é que as adegas têm sua origem na Europa no exato momento em que os vinhos passaram a ser um ativo hereditário. Os nobres passaram e se preocupar com a boa armazenagem dos vinhos com o fim de possibilitar que eles passassem de geração a geração.

Eu penso que é sempre bom ter algumas garrafas de vinho à mão para consumo doméstico, entretanto, para aqueles que olham e focam o consumo, este número não precisa ser exagerado. Uma boa medida é ter, sempre o dobro da quantidade média que o bebedor consume no período de um ano, assim ele pode acompanhar a evolução do vinho e se divertir como qualquer colecionador.

Quantidades exageradas são para investidores, não para bebedores Seja qual for a quantidade de vinhos eleita, importante é a boa armazenagem. Devem ficar, preferencialmente, deitados, em lugar fresco e com pouca luz. O mais importante é a estabilidade, o vinho não recepciona bem variações bruscas de temperatura, por exemplo.

Comentários

comments