Pesquisa alerta:drogas estão associadas a risco de suicídio de jovens

Drogas estão associadas a risco de suicídio de jovens, alerta pesquisa realizada pela Universidade Católica de Pelotas, no Rio Grande do Sul, e publicada pela revista Cadernos de Saúde Pública da Fiocruz(Fundação Oswaldo Cruz). Assinado por pesquisadores da Universidade Católica de Pelotas o estudo investigou “a relação entre comportamento de risco à saúde e suicídio em 1.560 jovens de 18 a 24 anos da zona urbana da cidade”.

Os pesquisadores descrevem que “entre os jovens que exibiram risco de suicídio, 31,6% tinham transtorno de ansiedade generalizada, 37,7% transtorno bipolar e 36,7% apresentaram episódio depressivo maior. Quase 14% desses adolescentes também relataram ter participado de brigas com agressão física, 29% carregaram arma branca (faca, canivete etc) nos últimos 30 dias anteriores à consulta e 55% afirmaram portar arma de fogo no mesmo período”.

Eles alertam: “ “Os resultados ainda apontaram que 15,4% desses jovens com tendências suicidas são dependentes de tabaco, 13,4% fazem uso abusivo de álcool, 26% são dependentes de maconha, 30,3% de cocaína e 34,4% usam sedativos em excesso. Além disso, 37,5% afirmaram serem dependentes de crack e 40% fizeram uso abusivo de anfetaminas. Tal dado é preocupante visto que o uso dessas substâncias vem aumentando nos últimos tempos, a primeira de forma ilícita e a segunda, lícita, na venda de medicamentos”

O estudo também indicou associação entre acidentes de trânsito e risco de suicídio. “Dentre os jovens que mostraram tendências suicidas, 9,8% relataram não utilizar cinto de segurança, 8,9% afirmaram não utilizar capacete, 6,3% dizem ultrapassar o sinal vermelho, 6,9% dirigiram ou andaram na carona com motorista bêbado. Além disso, 12,6% desses jovens contaram que já sofreram acidentes que os obrigaram a ir ao pronto-socorro e 18,4% ingeriram bebida alcoólica antes de se acidentar.Tal relação pode ser subestimada por conta da intenção suicida estar disfarçada nessas situações. De acordo com estudos sobre o tema, cerca de 1% a quase 15% de todas as fatalidades no trânsito são suicídios”, destacam os estudiosos.

Estudo publicado na revista Cadernos de Saúde Pública da Fiocruz(Fundação Oswaldo Cruz)

http://www.fiocruz.br

Comentários

comments

Deixe uma resposta