Mãe e filha estupradas por dívida do filho com traficante

História real contada em apresentação do Amor Exigente , em São Paulo. Os integrantes do Amor Exigente buscam ajuda psiquiátrica para a mãe e a filha, tratamento para o pai e para o filho.

O filho chora e pede ajuda para a mãe:

– MÃE, OS TRAFICANTES VÃO ME MATAR .Tô devendo, mãe. Paga minha dívida e eu juro que eu paro de usar droga.

Há meses mãe e pai se desesperavam com o uso de drogas pelo filho. Ele saía e ficava na rua, às vezes, até por dias.Voltava sujo, sem camisa,com olheiras , sem celular, sem dinheiro e, muitas vezes, descalço. A mãe notava os dedos do filho queimados; a boca sempre com ferimentos que não cicatrizavam. No quarto dele, sujeira, roupas imundas; a mãe chegou a encontrar maconha e cachimbo de crack.

O pai era contra o pagamento da dívida. Mas aquela frase, “os traficantes vão me matar”,não saía da cabeça da mãe. Assustada, já não dormia. Então, decidiu, iria pagar. Procurou a família, pediu dinheiro emprestado e, escondida do marido, decidiu ir falar com o traficante . Perguntou ao filho o endereço. Estava com medo. Mas era a vida do filho em jogo. Não iria recuar. Pediu à filha, de 15 anos, para ir com ela.

Na bocada, na zona Norte de São Paulo, perguntou a jovens armados quem era o traficante. Foi levada até ele. Informou que vinha pagar a dívida, mostrou o dinheiro, e falou o nome do filho. O traficante pegou o dinheiro, olhou para as duas e não respondeu. Ficou em silêncio por um tempo. Ela foram se despedir e ele ordenou que elas ficassem. Gritou pelo nome do garoto armado que o protegia e mandou chamar todos que estavam vendendo drogas naquela bocada, naquela manhã. E deu a ordem:

-Lembra dele?- Falou o nome do rapaz que estava devendo.- Ele mandou a mãe a irmã para pagar. E nós vamos receber. Podem começar.

Mãe e filha foram cercadas, despidas e estupradas por todos. Machucaram, riram delas, xingaram, apanharam. Humilhadas, envergonhadas, com as roupas rasgadas receberam a ordem de ir embora. “Se for à polícia, invado sua casa e mato vocês” e ria .”Diga pro seu filho, que a dívida foi paga.”

Humilhadas, rasgadas, machucadas elas saíram da bocada e caminharam a pé durante meia hora até chegar em casa. O marido se assustou quando viu o estado da esposa e da filha. A esposa contou o que aconteceu esperando ter uma palavra de apoio do marido. Ele se levantou xingou as duas e disse que elas não mereciam morar com ele na mesma casa. “Vocês me traíram”. Saiu batendo a porta e foi para o bar da esquina, beber até cair. O bar se tornou o local onde ele passa os dias e a noite. O filho sequer agradeceu. Saiu,foi para a bocada ,onde a mãe e a irmã foram estupradas, usar drogas.

Comentários

comments

Deixe uma resposta