“Maconha é droga maldita, que deixou meu filho em estado lastimável”, chora pai na porta de clínica em SP

Izilda Alves   07/11/2017   Comentários desativados em “Maconha é droga maldita, que deixou meu filho em estado lastimável”, chora pai na porta de clínica em SP | Shortlink:

“Maconha é droga maldita, acabou com a vida do meu filho”, chora pai na porta de clínica em São Paulo. Foi domingo na porta da Casa Dia São Paulo, em Anália Franco, bairro da Zona Leste de São Paulo. “Pelo amor de Deus, salva meu filho!”, implorava o pai na porta da clínica especializada no tratamento de dependentes de drogas. O filho, de 19 anos, estava em surto causado por fumar maconha: via bichos pelo corpo, via gente que não existe e gritava por socorro se debatendo dentro do carro do pai. A mãe chorava .

Ivanildo Jose, o presidente da Casa Dia, ouviu os gritos e imediatamente foi verificar o que estava acontecendo. Era dia de visita de familiares reencontrando filhos , maridos, netos em tratamento pelo uso de drogas. E todos foram testemunhas de cenas que conhecem porque já viveram em suas famílias.

O rapaz, então, foi levado por Ivanildo imediatamente a uma clínica psiquiátrica, para ser medicado. O pai conversando com Ivanildo contou:

“Meu filho é um bom garoto. Tem 19 anos. Mas fuma maconha desde os 14. Ele tinha sido visto fumando maconha na escola mas ninguém fez nada. Eu achava que ia passar porque ouvia falar que maconha não faz mal. Na tevê eu via as manifestações para legalizar a maconha. E eu me equivoquei. Hoje, a maconha pra mim é uma droga maldita que deixou meu filho num estado lastimável, vive à base de medicação psiquiátrica e parou a vida dele.”

Consequências da maconha , droga que políticos querem legalizar no Brasil. “Esses assassinos querem , na verdade, a morte dos nossos jovens”, denuncia Ivanildo Jose, que diariamente atende pais desesperados como o do rapaz, vítima da maconha. “Como sempre repito quem quer a liberação da maconha ou não tem filhos ou está mal intencionado.”

http://casadiasp.wixsite.com/casadia

Comentários

comments